Como instalar a placa Pitanga Student no Windows 10

A plataforma Pitanga é um sistema de emulação composto de duas partes: uma localizada no lado-cliente (computador do usuário) e outra localizada no lado-servidor (núcleo de emulação remoto). Apenas o lado-cliente é necessário instalar para emular circuitos digitais. O lado-cliente nada mais é que uma placa virtual que se comunica com o núcleo de emulação remoto.

Neste tutorial, iremos ensinar como instalar a placa virtual no sistema operacional Windows 10. Ao final, iremos testar a instalação emulando um rotacionador de 10 bits e um acumulador de 16 bits.


Instalando a placa virtual

A placa virtual precisa de Python 3.9 ou superior para executar corretamente no Windows 10. O Windows 10, por padrão, não vem com Python instalado. Neste tutorial de instalação, iremos utilizar o Python 3.9 disponibilizado pela Microsoft Store. Siga os passos abaixo:


1) Clique em Iniciar > Microsoft Store. Na janela que se abrir, digite Python 3.9 no campo procurar. Enquanto você estiver digitando, várias opções de Python irão aparecer. Selecione Python 3.9;

2) Você será direcionado para a página de download do Python 3.9. Clique em instalar e aguarde o término da instalação;

3) Abra uma janela no diretório onde o arquivo pitanga-22.10se.zip foi salvo. Em seguida, descompacte o arquivo e entre no diretório descompactado;


4) No diretório contendo os arquivos descompactados, instale o cliente Pitanga dando um duplo clique sobre o arquivo INSTALL.BAT

O Microsoft Defender poderá bloquear a execução do instalador. Prossiga com a instalação clicando em "Mais informações" e, em seguida, clicando sobre o botão "Executar assim mesmo".

5) Diversos pacotes Python serão instalados. O término da instalação é indicado pela tela a seguir:

Pronto! Os pacotes da placa virtual foram instalados. Agora, é hora de testarmos a instalação.



Rotacionador de 10 bits

A placa virtual vem com algumas amostras de projetos localizadas no diretório samples/. Vamos testar a instalação emulando o projeto rotacionador de 10 bits, conforme indicado no comando abaixo:

python pitanga.py -v samples\rotate10b\rotate10b.v ^
                  -p samples\rotate10b\rotate10b.pinout
Quebra de linhas no prompt de comando do DOS são representadas por um sinal de circunflexo ("^") . O mesmo comando pode ser realizado em uma linha, sem o sinal de circunflexo.

Note que será impresso no terminal um relatório do consumo de células do projeto rotacionador de 10 bits. A placa Student tem suporte para projetos contendo até 1.000 células lógicas.


Acumulador de 16 bits

Você pode carregar outros projetos através da interface gráfica. Para isso, pare a emulação do rotacionador de 10 bits clicando no botão "Stop Emulation". Em seguida, clique em "Upload Files" e entre para a pasta samples > accum16. Selecione todos os arquivos desta pasta e clique em "Run".

Note que um novo relatório de consumo de células foi impresso na tela e a placa está com todos os displays de sete segmentos em zero. Inicie o acumulador ativando as chaves sw9 e sw0, conforme indicado abaixo:

Quer brincar um pouco mais com o projeto? Abaixo, segue a funcionalidade de todas as chaves do acumulador:

  • sw9: habilita/desabilita contagem

  • sw7-sw0: incrementa o acumulador (sw7 é o bit mais significativo, enquanto sw0 é o bit menos significativo)

  • btn1: reseta o acumulador

  • btn2: seta o acumulador

Desligando a placa

Para desligar a placa, basta fechar as janelas abertas. Caso queria executar a placa novamente, dê um duplo clique no ícone Pitanga. A placa será inicializada sem carregar nenhum projeto.

Não mova esse ícone! Ele não abrirá a placa caso você movê-lo para outra pasta.


Parabéns! Você acaba de instalar e emular dois projetos descrito em Verilog na plataforma Pitanga.

 

Curtindo a plataforma Pitanga? Então, considere assinar um de nossos planos. A Pitanga Student possui o dobro da capacidade da Pitanga Community, além de suportar clocks mais rápidos. Entre em contato com a gente!

40 visualizações0 comentário